Receba as nossas atualizações em seu email.

sábado, 15 de janeiro de 2011

A teoria do Cocô | sebo

A teoria pode ser do Cocô, mas o livro não fala de merda.

Realmente é impresionante o que se pode encontrar na net. Vocês devem se recordar de uma postagem da semana passada onde publiquei um e-mail interessante com uma lista bem inusitada: uma lista com "obras" de arte; concebidas por artistas bem peculiares. Os artesãos de W.C. - afinal acho que todos nós temos um pouco de arte no sangue mesmo.

Mas a maior das surpresas ainda estava por vir: numa conversa cotidiana normal, um de meus leitores (Celso Aquino) me perguntou se eu a tinha lido A teoria do Cocô - e-book escrito pelo publicitário baiano Ito Siqueira. Mas como assim? Se eu já tinha ficado surpreso com a lista dos cagões, como poderia conhecer um verdadeiro estudo sobre os toletes? Mas isso era por pouco tempo; uma breve busca no Google e meia hora depois eu já estava lendo o tal e-book que falava sobre a tal teoria...

Se um livro fala sobre merda, isso o torna um livro de merda?

Pra início de conversa, o livro não fala sobre merda rapá, aliás o próprio subtítulo já nos dá uma dica: Conceitos de Marketing que não são discutidos nas universidades. Mas uma coisa é certa, o grande gatilho para que os desocupados de plantão corram para adquirir a bagaça, é o seu estratégico título: me diga se algo mais nesse mundo poderia chamar mais a atenção?

E olha que nem foi preciso mais que 10 páginas para o autor destrinchar suas impressões sobre a Teoria nojenta que inventou: a Teoria do Cocô (é cocô mesmo, e não côco como você pode estar se perguntando) basicamente baseia-se no fato de que qualquer coisa pode ser vendida (até mesmo cocô) se você usar bons garotos propaganda e meia dúzia de anúncios no intervalo da novela das 8 - da Globo, é claro. Pra você que se interessou muito pelo assunto, o autor faz um passo a passou sobre o que fazer para ganhar dinheiro com aquelas "peças artísticas" que você despeja no vaso sanitário e posteriormente descarta esgoto abaixo todos os dias.

Antes de mais nada é importante que se diga não se trata de um livro de merda, nem traz em seu conteúdo um estudo aprofundado sobre o tema - na verdade o autor usa pouco menos que 10% do livro para escrever sobre a tal teoria.

Mas afinal, sobre o que esse negócio fala?

O livro traz diversos toques da área de Marketing que podem ser úteis a vida de quaquer pessoa. Também responde algumas questões que aperreiam os nossos dias como: "O Marketing cria necessidades?" ou "O cliente sempre tem razão?"

A última parte do livro conta uns casos que servem pra ilustrar (pros menos favorecidos mentalmente entenderem melhor, acho) alguns temas abordados. Tudo bem basicão - feito pra quem curte o tema mas não tem saco pra ler aqueles livros cheios de palavras que ninguém (que nã é do ramo) entende.

O autor fala sobre o Marketing que se aprende nas ruas - na maior parte das vezes essas lições vem de pessoas que só conhecem essa ciência de nome. Quanto a Teoria do Cocô, nem perco meu tempo pra falar dela - aliás nem o autor teve paciência pra isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário